quinta-feira, 7 de abril de 2011

Dicas Berlim

Como Berlim também faz parte do roteiro da minha próxima viagem, minha amiga também me enviou as dicas de lá e como não podia deixar de ser, vou compartilhar aqui no blog.As fotinhas também são dela.








BERLIM:

RECOMENDO O HOTEL PARK INN, QUE FICA SUPER BEM LOCALIZADO NA ALEXANDERPLATZ, NA REGIÃO MITTE, QUE É SUPER FAMOSA!

PARA MELHOR LOCALIZAÇÃO:
DO PORTÃO DE BRANDENBURGO SE PODE TRAÇAR 4 LINHAS:
 – NAS VERTICAIS, DE UM LADO É O TIERGARTEN E DO OUTRO A AV. UNTER DEN LINDEN
 – NAS HORIZONTAIS, DE UM LADO É O REICHSTAG E DO OUTRO O HOLOCAUST MAHNMAL (saindo do portão e passando este monumento, andando toda a vida se chega à Potsdamer Plazt, onde fica o Sony Center)
A AV. UNTER DEN LINDEN LIGA A ILHA DOS MUSEUS (MUSEUMSINSEL) AO PORTÃO DE BRANDENBURGO.
NAS IMEDIAÇÕES DA ALEXANDERPLATZ, TEM-SE:

- Torre de TV
- Marienkirche
- Museumsinsel
- Berliner Dom
- DDR Museum
- Marx-Engels Forum

Transporte: U bahn (metro subterrâneo) e S bahn (metrô de superfície – É TIPO UM BONDE, MAS NÃO É O BONDE!!).
TEM TB BONDES E ÔNIBUS: as paradas são sinalizadas com a letra H (Halte-stelle).
O melhor de todos é o S bahn!
O bilhete vale para os 4 meios de transporte!

Comida típica: Wurst (salsicha com catchup e curry).

Não deixar de ver na parte oriental de Berlim os sinais de trânsito com os bonequinhos luminosos (sinais verde e vermelho para pedestres) que são símbolo da Alemanha comunista.

Perto do DDR Museum tem uma loja que se chama OSTPAKET que vale a pena ser visitada: lá se vende coisas da época do comunismo (bem interessante!) – end: Berlin Carre, Karl-Liebknecht Strasse 13.

Tb por ali tem a loja de souvenirs dos famosos bonequinhos de sinal de trânsito de Berlim Oriental: Ampelmann Shop (end: DomAquarée, Karl-Liebknecht-Strasse, 5)

1) Alexanderplatz – S/U bahn Alexanderplatz (platz=praça) – praça mais famosa de Berlim - não tem área verde e é feia, mas é visita obrigatória! Assim como a Torre de TV, esta praça é símbolo da Alemanha oriental, que era a comunista. Ver o Relógio Universal (Weltzeithur – que fazia lembrar aos alemães orientais os lugares que não poderiam visitar), a Fonte da Amizade entre os Povos, e a famosa e tradicional Galeria Kaukoff (loja de departamentos multimarcas).
2) Torre de TV (Fernsehturm – fica atrás da Alexanderplatz) – todo dia de 10 as 23hs: vista panorâmica da cidade (subida de elevador paga)
3) Marienkirche (igreja = kirche): Spandauer Strasse 100, 10-16hs (fica perto da torre de TV) – ver à esquerda da entrada:pinturas de Ets conversando com religiosos (pintura do séc. 15 descoberta agora).
4) Rotes Hauhaus – ver a sede da prefeitura de Berlin que fica na praça ao lado da Marienkirche e da torre de TV.
5) Marx-Engels Forum (estátuas de Marx e Engels perto da Marienkirche): Karl-Liebknecht Strasse c/ Spandauer Strasse c/ Rathausstrasse (perto da Ilha dos Museus).
6) Berliner Dom (Catedral de Berlim): 2ª a sáb. 9 às 19hs; dom. 12 às 16hs – fica na Lustgarten, na Ilha dos Museus (Museumsinsel), e é visita obrigatória (o interior e exterior são belíssimos!)
7) Museumsinsel (Ilha dos Museus - S bahn Hackescher Markt) – praça onde ficam os museus de arte de Berlim.
MAS OS MUSEUS QUE EU RECOMENDO SÃO 3 QUE NÃO SÃO DE ARTE E NÃO FICAM NA MUSEUMSINSEL (OS 3 SÃO ABSOLUTAMENTE IMPERDÍVEIS, VISITAS OBRIGATÓRIAS MESMO!!):

A) DDR MUSEUM: Karl-Liebknechtstrasse 1 (todo dia 10 às 20hs; 5,50 euros): mergulho na vida cotidiana da DDR – Deustch Demokratic Republik (República Democrática Alemã - RDA – nome da Berlim Comunista) – museu pequeno (perto da Berliner Dom – catedral- e do Marx-Engels Forum, às margens do Rio Spree) onde vcs verão como viviam, o que comiam e vestiam, e como se divertiam, trabalhavam/estudavam as pessoas do lado oriental na Berlim comunista – verão até o único carro da época, oTrabant, programas de TV da época, etc. (um dos museus mais legais e diferentes que já vi!)
B) JUDISCHES MUSEUM: Lindenstrasse 9-14, todo dia de 19 às 20hs, 5 euros – conta a vida de várias famílias de judeus até a ida para campos de concentração (impactante, triste, mas obrigatório de se ver...!)
C) HAUS AM CHECKPOINT CHARLIE: Friedrichstrasse 43-45, todo dia de 10 às 20hs, 9,50 euros (dá pra ir andando do Judisches Museum) – na divisa entre os setores soviético (Berlim oriental – DDR) e americano (Berlim ocidental), o museu conta a história do muro e das pessoas que tentavam fugir pro outro lado (melancólico mas não tão triste qto o Museu dos Judeus: imperdível...l!!)
8) Checkpoint Charlie: a casinha do exército americano na divisa dos lados soviético e americano está mantida como era – vê-la é obrigatório! (não deixem de tirar foto embaixo da placa ali perto, tb original, que diz “VOCÊ ESTÁ DEIXANDO O SETOR AMERICANO” em inglês, russo, francês e alemão...!)
9) Karl-Marx-Alle: por esta avenida colossal (com edifícios stalinistas) que os grandes desfiles do lado oriental desembocavam na Alexanderplatz
10)    East Side Gallery (com 1300 metros, esta é a maior parte do muro que sobrou em Berlim) – fica na Muhlenstrasse até Warschauerstrasse (U-bahn Warschauer) e é visita obrigatória!
11)    Unter den Linden: avenida famosa que é considerada a “Champs Elysees” de Berlim (pra mim, muuuuito mal comparando mesmo...) – tb é legal percorrer a Friedrichstrasse, que faz cruzamento com a Unter der Linden
12)    Bebelplatz: nesta praça, na Unter den Linden, perto da Ópera – Staatsoper, ocorreu a famosa e grande queima dos livros por Hitler.
13)    Brandenburger Tor (Portão de Brandenburgo): é o arco do triunfo de Berlim – fica na Pariser Platz - S bahn Unter den Linden (numa das extremidades da Unter den Linden) e é visita obrigatória!
14)    Holocaust-Mahnmal (Memorial do Holocausto – Wilhelmstrasse, 22-23: fica perto do Portão de Branderburgo) – visita obrigatória: monumento aos judeus que morreram na 2ª GM (construções de concreto na vertical e na horizontal que imitam as lápides/caixões) – tem um museu subterrâneo, mas eu não fui, só vi o memorial, por falta de tempo...
15)    Reichstag/Bundestag (o Parlamento alemão fica na Platz der Republik 1, perto do Portão de Branderburgo  – 2ª a 6ª de 9 às 17hs, sáb., dom. e feriados de 10 às 16hs): visita gratuita à cúpula de vidro com vista da cidade (filas quilométricas – eu e Lipe ficamos cerca de 1h...
16)    Potsdamer Platz - S bahn Potsdamer Platz (praça com o maior cruzamento da Europa e que guarda pedaços do muro) – visita obrigatória ao Sony Center (Potsdamer Strasse 2): mto legal por dentro – como um shopping aberto, com cinemas e restaurantes!
17)    Tiergarten – maior parque/jardim do mundo! – no meio dele fica a estátua Goldelse (anjo dourado) – Siegessaule, na Strasse des 17 Juni, Gross Stern (partindo do Portão de Brandenburgo na direção do parque/jardim, que é a direção oposta à av. Unter den Linden, se chega a esta estátua, na qual se pode subir para vista que dizem ser linda, mas estava em obras qdo estive lá).
18)    Kaiser-Wilhelm-Gedachtniskirche: Breitscheidplatz (todo dia de 9 às 18hs) – visita obrigatória a esta Igreja que foi bombardeada em 1943 durante a 2ª GM e foi mantida como ficou, para que os alemães “nunca se esqueçam dos horrores da guerra”.
19)    KaDeWe – loja de departamentos super famosa de Berlim que vale um passeio e comprinhas – comemos no restaurante no topo, que é famoso (Tauentzienstrasse 21-24, aberta de 2 a sab. – dá pra ir andando da Kaiser-Wilhelm-Gedachtniskirche).
20)    Estádio Olímpico (Olympia Stadion Berlim): Olympischer Platz de 9 às 16hs (um pouco mais afastado das atrações principais, mas fomos de metrô de superfície S Bahn - mais ou menos 30 min.): visita por 4 euros ao estádio das olímpiadas de Hitler de 1936, que hj é do time Hertha Berlim.
21)    Hackesche Hofe (Rosenthalerstrasse 41/ Sophienstrasse 6 - S bahn Hackescher Markt): o local é super cool e abriga cafés, cinema, galerias e restaurantes. Vale a pena dar uma passada! Jantamos lá, mas não lembro o nome do restaurante...
OBS: Não fui à sinagoga que é o marco dos judeus de Berlim contra o holocausto (esqueci o nome dela), mas a vi por fora (estava fechada qdo passamos): ela é linda e tem uma imensa cúpula dourada!
OBS: Não fui, mas tb gostaria mto de ter ido, ao Memorial do Muro (Gedenkstatte Berliner Mauer), na rua Bernauer.
OBS: Fui ao Pergamon Museum, na Museumsinsel (Ilha dos Museus), mas só indico se sobrar tempo. Eu gostei bastante e acho que ele é bem interessante, ainda mais para quem já foi à Grécia e Turquia, pq vários templos desses países foram transportados para esse museu. Porém, acho que a prioridade em Berlim é visitar os 3 outros museus que indiquei acima, que fazem parte da história não só de Berlim e da Alemanha, mas do mundo.
OBS: Fizemos o passeio de barco pelo Rio Spree ao entardecer e achei bem legal, mas só recomendo se sobrar tempo.

3 comentários:

  1. Raphael de Lucca21 de maio de 2011 20:58

    Olá, muito bacana suas dicas! Estão me ajudando muito à planejar minha visita de 2 dias à Berlin!

    ResponderExcluir
  2. Oi Raphael, que bom que as dicas estão sendo úteis...em junho estarei por lá, então se sua viagem não for antes de julho, você ainda conseguirá mais dicas por aqui!

    ResponderExcluir
  3. Passei para visitar o blog...tem um amigo meu me colocando uma pilha para ir pra Berlin agora em junho, mas já reservei tudo em Buenos Aires e Uruguai...de repente cancelo tudo e vou pra Europa...se o pepino assassino deixar...rsrs...
    bjs em vc e na Fê,

    Elaine Seixas.

    ResponderExcluir